Assistência Virtual Tendências 2019

O tema Assistência Virtual no Brasil é relativamente novo, mas nos últimos anos vem se tornando cada vez mais presente, não só pelo avanço da tecnologia, como também pelas novas demandas e tendências que surgem a cada dia.Continuar lendo “Assistência Virtual Tendências 2019”

A importância de uma Reserva de Emergência

Olá!

No último post falei um pouco sobre Equilíbrio e porque escolhi este nome para a minha empresa.

Agora quero falar de outro assunto muito importante que foi o combustível para que eu desse o pontapé inicial rumo à minha liberdade! 🙂

Por mais que eu tenha estudado Administração de Empresas e trabalhado com Financeiro durante boa parte da minha vida, o termo Reserva de Emergência nunca me foi apresentado de maneira tão clara como a Nathalia Arcuri explica.

Graças a ela pude aprender não só do que se trata, mas principalmente o quão importante e fundamental é a Reserva de Emergência, não só para a minha vida, mas também para a criação da minha empresa.

Assim como expliquei em minha apresentação e também no post sobre o que faz um Assistente Virtual, trabalhei no meio corporativo durante quase toda a minha vida, mas recentemente consegui mudar de carreira e isso só foi possível porque eu segui os conselhos da Nath (como gosta de ser chamada). Ou seja, fiz a minha Reserva de Emergência e parti para a minha liberdade!

Mas o que seria essa Reserva de Emergência?

Antes de explicar sobre o que é a Reserva de Emergência, vamos à um breve resumo de como conheci a Nathalia Arcuri:

Em 2016, estava eu indo trabalhar de carro quando ainda fazia o trajeto Guarulhos – São Paulo (e vice-versa) de carro todos os dias e, eis que ouvindo à 89 (A rádio rock!) começa um programa falando sobre Finanças só que de um jeito meio inusitado.

Me chamou a atenção a maneira como a moça falava, pois logo de cara me pareceu um pouco “grossa” com os participantes, mas logo notei que essa era uma característica dela e do programa. Apesar das grosserias, continuei ouvindo, pois além de engraçado, o conteúdo era muito interessante.

Passei a acompanhá-la todas às segundas-feiras que era o dia do programa da Nathalia Arcuri, afinal de contas tinha que ouvir de qualquer jeito, já que fazia parte da programação de uma das minhas rádios favoritas.

O nome do programa é Me Poupe 89 com Nathalia Arcuri e é derivado do próprio nome do blog Me Poupe! que gerou também o nome do canal dela no YouTube. Acompanhando o programa na rádio, conheci os outros canais e tratei de não só acompanhá-los, mas de fazer também um “NathFlix” como ela mesma diz.

Assisti todos os vídeos do canal, desde o primeiro publicado em 30 de junho de 2015, onde ela ensina a fazer escova no cabelo para economizar até R$ 3.600,00 no ano! 😀

Fiquei viciada no canal e sempre que ela postava um vídeo novo, eu já recebia a notificação no meu e-mail. Apesar de conhecer outros “youtubers” que falam sobre Finanças, a maneira “didática” com que Nathalia explica sobre o assunto me fez entender coisas que eu deveria ter aprendido durante toda a minha vida!

Com os ensinamentos da Nath, mudei vários hábitos que tinha adquirido até então:

  • Parei de pagar estacionamento, pois eu já pagava seguro do carro (isso ela explica no blog, no canal e no livro do qual falarei mais adiante);
  • Abri uma conta em uma corretora de valores para começar a investir;
  • Fiz meu primeiro investimento no Tesouro Direto;
  • Posteriormente vendi o carro para sair do financiamento e aluguei uma kitnet próxima ao local de trabalho para economizar e melhorar minha qualidade de vida.

Enfim, apesar de estar numa fase da vida em que eu havia aprendido muito com minhas próprias experiências, descobri que ainda tinha muito a aprender e isso me fez querer mais!

Com todas essas mudanças que aconteceram desde que conheci a Nathalia Arcuri, meu namorado Bruno e meus pais também começaram a perceber as mudanças e passaram a se interessar por elas.

Meu namorado principalmente, passou a ver ainda mais os resultados do Controle Financeiro que eu estava fazendo nas finanças dele. Graças ao que aprendemos juntos, hoje ele também é um investidor! 😉

Em agradecimento a toda a ajuda que dei para ele se recuperar financeiramente, Bruno e sua filha Isabelli (Tchuka) me deram de presente o livro que a Nathalia Arcuri publicou em 2018:

10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso

 

 

Neste livro Nathalia conta toda a sua trajetória de vida, desde quando começou a poupar AOS 7 ANOS para comprar seu próprio carro aos 18, até como conseguiu comprar seu apartamento a vista aos 23 anos e o que a fez largar o emprego de repórter na Record, onde recebia pouco mais de R$ 10 mil por mês para seguir a sua grande missão:

“…fazer as pessoas enxergarem que o abismo que as separa de uma relação mais saudável com o dinheiro são os próprios comportamentos e as pequenas decisões do dia a dia”.

Além de contar em detalhes sobre sua própria história, Nathalia intercalou em cada capítulo dicas e ferramentas que aprendeu nos cursos que fez sobre Planejamento Financeiro Pessoal e Psicologia Econômica dentre outros. Fora as dicas e ferramentas, alguns capítulos contêm exercícios práticos para fazermos como forma de fixação e conscientização (com alguns puxões de orelha, é claro). 😀

E claro que no livro também não poderia faltar um capítulo inteirinho só sobre Reserva de Emergência, no qual ela explica o seguinte (página 131):

“A reserva de emergência é como uma caixa de primeiros socorros. Você tem, sabe onde está e torce para nunca precisar usar. Mas, se não houver outro jeito… você pode recorrer a ela”.

Foi esse conceito que aprendi quando conheci o canal dela e também com outros especialistas como o próprio “guru” de Nathalia Arcuri, Gustavo Cerbasi, que também ensina muito sobre Finanças, mas de uma maneira digamos assim, mais formal (rsrs).

Quando passei a entender a importância da Reserva de Emergência, coloquei isso como meta e passei a investir boa parte do que eu recebia como Analista de Atendimento para alcançá-la.

Assim que atingi a minha meta, me preparei para uma mudança de carreira,  fazendo cursos e planejamentos. No entanto, foi graças à minha Reserva de Emergência que criei coragem para sair do comodismo e lutar pela minha liberdade, pois ela me deu segurança para seguir em frente!

“Acredito que uma boa reserva de emergência deva ser capaz de manter o seu padrão atual de gastos durante pelo menos seis meses. Ou seja, se o seu gasto mensal é de 4 mil reais, você, teoricamente, deveria ter 24 mil reais intocáveis, separados para o caso (toc, toc, toc) de subitamente deixar de ter renda ou outra necessidade, digamos assim, de força maior. Tirando situações extremas, a sua reserva de emergência precisa ser in-to-cá-vel”.

Apesar ser algo que deva ficar intocável, a Reserva de Emergência é o que está me ajudando nesse início de carreira, mas tenho plena consciência de que agora preciso repôr o que precisei usar e fazer também a Reserva de Emergência da minha empresa. Afinal de contas, são situações bem diferentes!

Bom, vou ficando por aqui com esse relato, mas em breve voltarei com mais conteúdos que possam ser úteis para vocês! 😉

Abraços e até a próxima!

 

//ws-na.amazon-adsystem.com/widgets/q?ServiceVersion=20070822&OneJS=1&Operation=GetAdHtml&MarketPlace=BR&source=ac&ref=tf_til&ad_type=product_link&tracking_id=eav16eao27-20&marketplace=amazon&region=BR&placement=8543105811&asins=8543105811&linkId=5e63e55dc039ee01b8346f40285adf94&show_border=true&link_opens_in_new_window=true&price_color=a6a6a6&title_color=cb6ceb&bg_color=222222

Busque o Equilíbrio

Olá!

Você gosta do que faz? É feliz com seu trabalho? Tem consciência das atividades que exerce diariamente, ou faz tudo no automático? Como está sua saúde física, mental e espiritual? 

Parece papo de coach, mas na realidade tem a ver com o título deste post e com o motivo de eu ter escolhido o nome da minha empresa Equilíbrio Assistência Virtual. Acompanhe o conteúdo para conhecer! Continuar lendo “Busque o Equilíbrio”

O que faz um(a)Assistente Virtual?

Sabe aquela pessoa que emite notas, atende o telefone, organiza as agendas, faz pagamentos e recebimentos, atualiza o fluxo de caixa da empresa, faz controle financeiro, entra em contato com clientes e fornecedores, organiza eventos e em alguns casos até serve cafezinho?!

Pois é, tirando a parte do cafezinho, o(a) Assistente Virtual faz exatamente a mesma coisa, porém de forma remota, online, utilizando seu próprio computador e internet de qualquer lugar, seja de sua própria casa, de um Café ou até mesmo de um Coworking (espaço de trabalho compartilhado).

E por que escolhi ser uma Assistente Virtual?

A resposta é bem simples: Escolhi ser Assistente Virtual porque sempre trabalhei nessa área, só não existia ainda a modalidade “virtual”, era tudo presencial. Eu acordava cedo, me deslocava até a empresa, trabalhava o dia todo e depois voltava para casa ou ia para a faculdade. Agora, posso fazer tudo o que eu fazia antes no trabalho, porém sem sair de casa! Não perco mais tempo no trânsito, não perco mais tempo de vida, faço meus horários e tenho mais qualidade de vida!

Como descobri a modalidade Assistente Virtual?

Essa resposta precisa ser um pouco mais detalhada…

Em 2013, quando eu trabalhava como Assistente Financeiro em uma metalúrgica, concluí minha graduação em Administração de Empresas e conversei com meu chefe para verificar quais eram as possibilidades de crescimento dentro da empresa. Como ela era relativamente pequena, não havia mais para onde eu crescer dentro dela.

Aproveitei a oportunidade para investir ainda mais no meu crescimento. Decidi que iria fazer um intercâmbio no Canadá e, no início de 2014, comuniquei a minha decisão à empresa e acertamos a minha saída. Em agosto desse mesmo ano, embarquei para uma experiência incrível de 6 meses de Intercâmbio (trabalho e estudo) no Canadá, na companhia da minha irmã.

Após esse período, em Fevereiro de 2015, voltei para o Brasil e comecei a procurar por recolocação no mercado de trabalho. Após algumas entrevistas e indicações, consegui uma vaga de Analista de Atendimento na empresa do software ERP com o qual eu trabalhava antes.

Consegui esta ocupação pelo fato de estar familiarizada com o sistema e pela experiência que tenho com Financeiro, Faturamento e demais rotinas administrativas. No entanto, embora o local de trabalho fosse muito bom e a empresa cumprisse direitinho com suas obrigações, eu ainda sentia que faltava algo.

Em 2016, cheguei a pensar em procurar um novo emprego, no entanto não me agradava o fato de ter que passar por todo o processo de seleção, contratação, adaptação e tudo mais que envolve uma contratação formal (CLT). Naquela época eu pensava em colocar em prática o que eu já sabia, porém de uma forma mais liberal, até mesmo porque eu já trabalhava como Pessoa Jurídica (PJ) na ocupação de analista.

Foi aí que comecei a pesquisar sobre o mercado de Freelancers e vi que havia bastante demanda para redatores e produtores de conteúdo. Paralelamente a isso, eu estava numa época de ler muito sobre assuntos relacionados a saúde (pelo fato de tratar de uma Tireoidite de Hashimoto) e sustentabilidade, dentre outros que também são do meu interesse (finanças, investimentos e viagens).

Até que cheguei no site GreenMe e, após ler a matéria sobre o assunto que estava buscando na época (ágar-ágar), me interessei pelos outros conteúdos do site e resolvi fuçar mais um pouquinho, até que encontrei a sessão “Redação” e o botão “Trabalhe conosco”. Nesse momento pensei: “será que posso colaborar para esse site como redatora?”

Não tive dúvidas! Cliquei no botão “Trabalhe conosco” e cumpri todos os requisitos solicitados para conseguir a vaga. E foi assim que, em janeiro de 2018, consegui meu primeiro trabalho como Freelancer (online), no qual estou até hoje.

Ok, mas e como surgiu então o assunto Assistente Virtual?

Conciliei a ocupação de Analista de Atendimento com a de redatora, mas continuei a procurar sobre novas formas de conseguir renda extra e trabalhos alternativos. Há um bom tempo, sigo alguns sites e canais sobre Finanças, Investimentos, Empreendedorismo e Viagens no YouTube.

Certa vez, “caí” no canal de uma moça que falava sobre trabalhos online e um deles era o de Assistente Virtual, indicando o curso Como ser assistente virtual. Tratei logo de saber o que era e, quando abri o site e comecei a ler as explicações, pensei: “Não acredito! A profissão que eu imaginava já existe!”

Fiquei muito feliz e ao mesmo triste por não ter “fuçado” nisso antes… Mas tudo bem! Depois desse dia, tudo fez sentido para mim! A profissão que eu precisava estava ali, a um curso de distância!

Peguei todas as informações, valores, formas de pagamento… enfim, tudo o que era necessário para iniciar o curso e comecei as aulas online em setembro de 2018. O curso é composto por 4 módulos onde a professora, Camile Just, ensina através de vídeos online e encontros ao vivo uma vez por semana, todas as ferramentas importantes para ser um(a) Assistente Virtual.

O curso é bem completo e não se limita apenas às aulas gravadas por ela. Na plataforma da Hotmart existe a área de membros onde, além dos 4 módulos, também podemos contar com gravações de encontros online, webnários com profissionais experientes, dicas de melhores práticas e muito mais.

O curso tem duração de 1 ano, mas eu o concluí em 4 meses. Mesmo assim tenho acesso durante 1 ano para participar dos encontros online, rever as aulas, tirar dúvidas e participar de grupos e eventos.

Esse curso foi um divisor de águas para mim e é por isso que estou aqui hoje, alimentando o site da minha própria empresa que me possibilitou sair de uma ocupação da qual eu não era totalmente feliz para esta que estou hoje, trabalhando da minha própria casa, fazendo meus horários e entregando serviços de muito mais qualidade!

Bom, por enquanto vou ficando por aqui, mas aos poucos vou contando mais sobre a minha experiência como Assistente Virtual e Redatora Freelancer.

Se precisar ou souber de alguém que precisa contratar uma Assistente Virtual, entre em contato pelo e-mail contato@equilibrioassistenciavirtual.com ou pelas redes sociais no topo da página. Nos próximos posts falarei mais sobre os meus serviços!

Obrigada por acompanhar e até breve!

%d blogueiros gostam disto: